Ficou mais fácil coletar reportagens online para avaliar o impacto da mídia

comments 2
Anúncios

É possível identificar algum desequilíbrio de cobertura analisando títulos de reportagens jornalísticas? Como e em que situações a mídia retrata bairros periféricos? Jornais diferentes cobrem diferentes atores políticos de maneira proporcional? Mulheres e homens são fontes de reportagens científicas ou econômicas de maneira equânime?

Profissionais de redação e estudiosos de comunicação se ocupam com perguntas assim há décadas, e elas são fundamentais para ter um entendimento mais sofisticado do papel da imprensa no debate democrático e seu impacto na sociedade. Mas muitas vezes pesquisadores gastam tempo excessivo na coleta de material. Quando estava na faculdade, fazer comparações como as sugeridas ali em cima exigiam comprar vários exemplares de um jornal e literalmente recortar o que interessava, ir a CEDOCS ou gravar VHSs e decupar telejornais. Com a internet tudo ficou mais fácil, mas não tão fácil quanto gostaria. quando me deparei com a necessidade de fazer uma pesquisa assim, não achei boas ferramentas gratuitas prontas.

Por isso criamos esse conjunto de mini-apps em Python, provisoriamente chamado de impacto-midia, utilizando diferentes APIs, como a do MediaCloud e do Facebook. Para usá-lo, basta clonar o repositório neste Github e acompanhar as instruções para gerar, a princípio, um .csv com todas as reportagens de veículos selecionados que mencionem (no título ou no corpo) os termos de busca. Acrescentamos uma interface para que seja possível (e fácil!) visualizar todos os títulos, links e estatísticas de engajamento em redes sociais para rankear e categorizar tudo, usando tags diferentes reportagens. Daí é fácil exportar e visualizar o resultado. Na planilha de exemplo contida no repositório, coletamos 1.278 reportagens de 16 grandes veículos que mencionam Bolsonaro ou Haddad. Dali é fácil categorizar rapidamente quais foram positivas ou negativas para a campanha de cada candidato, por exemplo.

Screen Shot 2018-11-19 at 09.12.51

Os códigos foram criados aproveitando partes do que foi construído para o Impacto.jor, iniciativa apoiada pelo Google News Initiative, com apoio do International Center for Journalists e Projor. Este repositório é uma obra conjunta do Bernardo Vianna (responsável por parte dos scrapers e toda a interface gráfica), minha e do Turicas, que reescreveu versões dos nossos programas. Apreciamos qualquer feedback para continuar melhorando a ferramenta, fazendo com que ela seja útil para pesquisadores com diferentes níveis de habilidade em programação.

The Author

Jornalista brasiliense, fundador do Impacto.jor e ICFJ Knight Fellow.

2 Comments

  1. Sérgio says

    Parabéns pelo magnífico trabalho, Pedro! Tua iniciativa é daquelas que a gente pensa: mas como ninguém tinha pensado nisso antes? Genial!

    Curtir

  2. Eduardo says

    Muito boa a iniciativa. Muito se fala hoje sobre fake news, mas acredito que a imprensa diariamente pública fake news. Como toda e qualquer atividade lucrativa a imprensa busca o lucro e por isso sempre busca o viés em que ela tenha ibope. O que gera ibope não é uma notícia isenta mostrando os ângulos e pontos de vista divergentes com proporcionalidade. O que gera Ibope é a notícia exacerbada, chocante, chamativa, bombástica, excessiva. O que para mim passa a ser fake news. A “liberdade de imprensa” para mim é como qualquer outra desculpa para abuso de poder. Como exemplo cito o jornal europeu que fazia charges extremamente impactantes sobre religião. Sinceramente, se eu fosse seguidor de Maomé, acho que também teria vontade de explodir o jornal. Mas nunca ouvi uma notícia na mídia desfavorável as atitudes do jornal, que pra mim não passou de um grande abuso de poder. Como qualquer outro abuso totalmente recriminável de alguém que podebprejudicar muito. Fato é que depois desses atos, veio toda uma história de guerras e terrorismo. Pergunto: será que esse jornal não desencadeou tudo isso?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s